Vamos falar sobre Jane Austen?

Acabei de ler a pequena biografia: “Jane Austen: Uma Vida Revelada”, de Catherine Reef, que comprei por R$ 10,00 na feirinha do Shopping Bourbon. Eba!

Jane Austen Vida Revelada Biografia
Um livrinho muito caprichado.

Eu me lembro de, em uma aula na faculdade, ter falado sobre Orgulho e Preconceito, que é um dos meus livros favoritos, e outra aluna ter replicado que as narrativas da Jane Austen eram sem graça, muito “água com açúcar”. Vamos à única expressão que consigo esboçar ao ouvir algo do tipo:

Anne Hathaway eye roll

Primeira lição, sim, porque depois do eye-roll vem a empáfia, não dá para acreditar que alguém que fale isso não precise aprender ~algumas~ coisas. Se você tratar algo superficialmente, vai ficar difícil notar a profundidade daquilo que você mesmo escolheu tatear apenas o raso.

Segunda parte, e isso o livro explica direitinho: Vamos voltar a 1775, ano de nascimento de Jane Austen. Melhor! Vamos voltar a dez anos. Quais eram seus preconceitos? De quais brincadeirinhas você mesmo participava e agora entende que não são apenas piada? Quais julgamentos você fez por aparência, gostos, religião e o combo completo? É mais fácil se sentir a super desbravadora feminista depois que muita água rolou, grande parte das pessoas que você respeita e admira pensam de maneira muito parecida com a sua, ou pelo menos há um grupo mesmo que virtual que apoie ou desperte suas ideias. Como será que era ser mulher na época de Jane Austen?

Um fato crucial para entender um pouco esses romances é que, naquele tempo, no Reino Unido, por lei, a herança da família era concedida ao filho mais velho, independentemente do número de irmãos, e o herdeiro tinha o direito de fazer o que bem entendesse. Isso em uma época em que as mulheres não trabalhavam, muito menos tinham estudo formal. Vê-se, então, que a questão do casamento, frequentemente, era a única garantia de sair da pobreza extrema. Não havia muitas opções para as mulheres, que se viam totalmente dependentes dos homens, ou da caridade de um irmão que teria de sustentar a família inteira, ou do companheirismo ou benevolência de um futuro esposo, o que era, na verdade, improvável, pois grande parte das famílias nobres eram falidas, e grande parte dos novos ricos queriam obter títulos e ascender à nobreza, ou, simplesmente, todos queriam ajuntar riquezas e fidalguia.

Nos romances em que Jane Austen faz com que um homem rico se case com uma mulher pobre, ou que os casamentos sejam decididos pelos sentimentos, há uma ruptura com a sociedade da época, pois isso simplesmente não acontecia. Não é um mero conto de fadas, é uma crítica à sociedade e aos costumes, de maneira ácida e invariável, de uma mulher que ousou desviar-se da conduta de seu tempo, escrevendo de maneira anônima e instigando outras mulheres a seguir o que ela acreditava, por meio da voz de suas personagens, como Emma, que censura a união por comodidade: “A pobreza é um grande infortúnio, mas para uma mulher educada e sensível não deve, não pode ser o maior” (p.102).

Não houve grandes acontecimentos na vida de Jane Austen, na verdade, algo que a marcou foi um não-acontecimento: ela nunca se casou, nem mesmo teve um relacionamento duradouro. Quando ela se interessou por um rapaz e acreditou que o sentimento era recíproco, a família dele os afastou, pois ela não tinha dote. Outros homens a pediram em casamento, mas ela preferiu abster-se de uma vida de mentiras. Ao retratar o cotidiano de pessoas comuns, de forma tão sensível e verdadeira, ela apontou as feridas da sociedade, ao mesmo tempo em que nos fez refletir sobre o quanto somos rápidos em julgamentos, desleais, orgulhosos ou… rasos.

* * *

Toda vez que um autor consegue expor as características humanas de forma tão límpida, podemos ter certeza de que seus livros são especiais, pois como é raro enxergarmos nossa real estatura por meio da vista enviesada de que dispomos, que dificulta tanto a consciência de nós mesmos. Os defeitos mais que evidentes de personagens como Lizzie e Mr. Darcy dão-nos o vislumbre de como nem sempre somos ou estamos tão certos quanto gostaríamos. Como isso pode ser superficial?

Li apenas “Orgulho e Preconceito” e “Razão e Sensibilidade” de Jane Austen, e simplesmente amei o livrinho abaixo. 🙂

Jane Austen Vida Revelada Biografia

É uma graça mesmo e contém vários trechos de cartas escritas por Jane Austen ou para/sobre ela.

Jane Austen Vida Revelada Biografia

A autora da biografia faz um bom trabalho em abientar o leitor no tempo e espaço de Jane Austen e explica ainda como eram sua família e influências. Os seis romances acabados são brevemente resumidos e apresentam-se intersecções entre a vida e a obra da escritora. Vale a pena a leitura para quem já é fã e para quem deseja saber um pouco mais por que tantas pessoas amam esses clássicos da literatura inglesa.

Jane Austen Vida Revelada Biografia

Boa leitura!
Beijos e até mais!

Anúncios

36 comentários em “Vamos falar sobre Jane Austen?

Adicione o seu

  1. Que gracinha de livro! Uma das minhas metas de leitura deste ano é Jane Austen. Comprei uma edição especial, com 3 livros em um só, da Martin Claret. Depois disso fui ver críticas terríveis com relação as edições deles haha estou morrendo de medo de ter comprado um material ruim.

    E ótima ponderação sobre a pessoa que achou os livros dela “água com açúcar”. Eu nunca li nada da Jane Austen (por puro desconhecimento mesmo, shame on me). Mas creio que qualquer pessoa que tenha bom senso consegue perceber que, só dela ter publicado livros naquela época e ter sido notada por isso, já foi um grande avanço para as mulheres.

    Excelente dica, já vou anotar para comprar após a leitura dos livros dela!
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Nathália! Que legal sua meta. Espero que seu livro não seja ruim, seria uma dó, né? Acho que você vai gostar, sim. 🙂 Depois de ler Orgulho e Preconceito (estou inferindo que esse romance está entre os 3 hehe), assista ao filme, eu adorei 🙂 Interessante sua observação, só pela época, já dá para saber que era uma mulher diferente, né? Mesmo sem maiores explicações… Obrigada pelo comentário e pela visita, claro. Bjs!!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Sim, Orgulho e Preconceito está no livro, inclusive comprei esta edição porque ela tem os dois que me interessam mais: Orgulho e Preconceito e Persuasão. Além de ser uma edição muito bonita, também.
        Obrigada pelas dicas!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Oi Val,

    Já li essa biografia, e tornei-me ainda mais fã da autora depois da leitura. Adorei o seu texto e é exatamente a minha opinião. Jane foi uma grande observadora e soube retratar em suas obras a essência das relações humanas – para o bem e para o mal. Uma escritora brilhante que ousou romper às regras de sua época.
    Muito bom o seu blog.
    Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vi que você é super dã da Jane Austen! Com certeza você conhece mais do que eu, então achei super legal termos a mesma visão. Obrigada pelo elogio e pela visita. Às segundas, geralmente falo sobre livros. Às sextas, poesia, não sei se você gosta. Estou pensando em falar mais sobre “livrismos” em geral. Já tenho dois posts começados sobre bibliotecas. Vi que você mora em Curitiba, né? Vi seu post falando sobre a biblioteca daí. É um tema que sempre adoro… Bjos!

      Curtir

  3. Eu só li “Orgulho e Preconceito” e adorei! O livro está longe de ser água com açúcar e acho que quem comunga dessa opinião não deve conhecer muito de história. Com toda certeza Jane Austen quebrou paradigmas ao escrever coisas tão ricas e importantes em uma época em que ser mulher era muito, mas muito difícil. Vou pegar a dica e ler a biografia também. Obrigada, Val, pela sugestão valiosa. Beijo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Amanda! Adorei seu comentário ❤ 🙂
      Também acho que por falar de romance etc., às vzs a pessoa pode já ter um preconceito e não ir mais a fundo, esse livro é maravilhoso. Achei muito legal o que você falou. A biografia vale bastante a pena. Bjos!

      Curtir

  4. Val, sua linda!!
    Vc não sabe o quanto seu post me ajudou! Sou grande fã de Jane Austen, sou completamente apaixonada por todos os seus livros, e pela ironia que caracteriza a escrita dela em todas as suas obras! Eu sempre quis ler uma biografia dela, e nunca soube escolher um autor, pois meu desejo é conhecer aquela que seja a mais fiel ao pouco do que se sabe sobre sua vida. Já percebi que terei que ler TODAS as biografias disponíveis, ou não me sentirei satisfeita! E depois de ler esse seu post, agora sei por qual devo começar! ^^
    Obrigada!
    Bjocas,
    Liah.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Liaaah! Que bom que você gostou. Essa biografia é muito bonitinha mesmo. Talvez, como você já conhece todos os livros, os resumos te cansem um pouco, mas eu gostei. Obrigada pela visita! Beijos! ❤

      Curtir

  5. QUE LINDO SEU BLOG! ❤
    E esse post, ah… Sim! Eu já vi esse livro nas livrarias, mas não o comprei (ainda), tomara que encontre pela mesma bagatela que adquiristes hahahahha sim, concordo com tudo! A facilidade com que muitas pessoas julgam Jane com os olhos de hoje é absurda! A complexidade das obras dela, os hábitos que ela desdenhava lá no século XVIII e que podemos ver sendo reproduzidos até hoje… A reflexão que ela nos obriga a fazer sobre nossas próprias atitudes é… Ai, to encantada. Li todos os seis livros de março pra cá. Quase todos alias, porque estou terminando Mansfield Park. E recomendo tanto ele, Orgulho e Preconceito é queridinho sempre, mas Mansfield Park é uma verdadeira obra-prima sobre as relações humanas! ❤ Vou compartilhar esse post porque ele merece ser lido! 🙂 bjo

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Alessandra!! Obrigada pelo comentário! Adorei 🙂 fiquei bem contente. Espero que você encontre essa promoção tbm… rs Vc conhece bastante da Jane, então, hein? Eu não li todos, mas a respeito bastante. Obrigada pela visita e pelo comentário, adorei!! Bjs

      Curtir

  6. Adorei o post. Você tem toda razão. Vejo muitas pessoas criticando Jane Austen por ter sempre finais felizes, mas naquela época, os finais felizes é que eram subversivos!
    Ainda não li esta biografia, mas fiquei muito interessada. Vou ter que dar uma passadinha na livraria em breve!
    Beijos e parabéns pela análise!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Opaaaaaaaaaaaa… Um texto sobre a minha rainha/musa/deusa de toda a literatura como eu a amo???? É, Ó-B-V-I-O que comecei justamente por este, embora várias outras imagens título dos seus posts tenham me chamado a atenção. Primeiro, uma pessoa que não consegue respeitar Jane Austen, não precisa nem ser fã louca como eu, mas que não consegue respeitar e admitir o valor que ela possui… Essa pessoa não mereceu ser alfabetizada! Segundo, amei seu texto. Concordo em número, gênero e grau com suas observações acerca da vida dessa escritora maravilhosa. Meu romance favorito dela é “Emma”, então, talvez eu tenha vibrado um pouquinho quando a citou. Em todo caso, sabendo que você é fã, recomendo ABERTAMENTE “Memórias Perdidas de Jane Austen”. É um livro amorzinho e que cria uma ficção acerca de pequenos relatos reais. Mais uma vez, ameei! Bjooos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Que legal, Ana!! Demais seu comentário, adorei! Rs! Legal saber sua opinião e adorei a indicação!! Ótima, vou procurar saber mais. Obrigada pela visita e pelo comentário TÃAAO legal 😉 Beijos e até mais!!

      Curtido por 1 pessoa

  8. Cara eu ainda lerei os livros da Jane, serio, já assistir aos filmes várias vezes, e só mostra o romance mais lindo mesmo que seja algo para aquela época. Para mim Jane é a Rainha dos Romances, e não, não é água com açucar, é só o puro romance que muitos sonham! Não sabia da existencia da biografia, mas já vou add agora na minha estante do skoob.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: