O choro, a dor e o náufrago

sadness maris sherwood
Sadness, de Maris Sherwood

Epigrama nº 4

O choro vem perto dos olhos
para que a dor transborde e caia.
O choro vem quase chorando
como a onda que toca na praia.

Descem dos céus ordens augustas
e o mar chama a onda para o centro.
O choro foge sem vestígios,
mas levando náufragos dentro.

Cecília Meireles
In Viagem, 1939

Lindo demais esse poema. Dizem que o choro é mesmo essa tristeza, ou alegria, ou amor que transborda. Talvez seja uma ânsia por comunicação.

Ontem pensei: não quero chorar. Chorar cansa. E depois de adulto, o seu choro não sensibiliza mais tanto como antes. Isso dói. Estava pensando por que paramos de chorar como crianças. Será que não faria bem fechar os olhos, abrir o maior berreiro e gritar muito? Até o esgotamento, até o mal sair, até a sua tristeza se manifestar de tal forma para fora do corpo que alguém mais entenda o que estava dentro de você e pense em parar de te machucar. Ninguém ia poder dizer que não sabia o quanto mal te fez

Parece que os bebês choram tão alto por dor e medo, principalmente pelas mudanças ao passar da respiração líquida para a pulmonar. (Fonte) Aos poucos percebemos que é melhor chorar para dentro. E aqui estamos nesse mar da vida, um vem e vai de alegrias e decepções, e nosso grito é redirecionado para o interior de nós mesmos, que maldade. Será que essa água salgada da angústia que volta para a garganta e o grito que reverbera até o coração sangrar não machucam mais e mais? Estancar o choro não nos impede de naufragar. A dor ultrapassa as lágrimas.

Chore bastante. Chore até cansar. Chore até encontrar o real motivo de tudo.

Cry, baby

Anúncios

15 comentários sobre “O choro, a dor e o náufrago

  1. Nessa semana passei por uma situação em que eu literalmente engoli o choro. E mais que doer por dentro, foi muito dolorido fisicamente. A garganta ardeu, parecia que o ar não podia mais passar. Então, sem me importar com olhares ou perguntas, dei alívio ao meu corpo e alma. Chorei. Cara vermelha. Mangas da blusa molhadas. Não resolveu o que me afligia. Ninguém ofereceu um consolo ou lenço. Mas quando chorei foi como se eu assumisse que eu me importo. Que sou fragil. Que há coisas aqui dentro além das palavras e sorrisos.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Poxa, Alê, que triste você ter passado por isso, mas espero que as coisas estejam melhor agora. Chorar, falar, escrever, expressar essas coisas de alguma forma são necessidades, acredito que a gente deve tentar colocar tudo para fora para não se sufocar. Bjinhos! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  2. Val, parece que você adivinhou que eu estou escrevendo justamente sobre esse tema (em breve, no blog). É sempre oportuno lembrar do lugar do choro em nossas vidas. Lindo poema, lindo post e linda imagem.
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada, Marusia. Às vzs no blog a gente parece que em um dia está toda feliz e contente e no outro só fala sobre chorar, mas acho que a nossa vida é um pouquinho assim mesmo, cheia de intensidades, e não é pq choramos que não temos motivos para sorrir tb, né? Bjos! Obrigada 🙂

      Curtido por 1 pessoa

  3. A dor no bolso não nos impede de atravessar; já a voz, quando ensimesmada, como âncoras esconde-se, e ali grita, e fica…

    (No repertório-aqui de músicas de antigamente, lembrei dessa, Barely Breathing, do Duncan Sheik: “I only taste the saline / When I kiss away your tears”. Acho genial!, e bem 90s amorzinho <3)

    Curtido por 1 pessoa

  4. Esse poema me definiu no dia de hoje. Me encontro em um estado letárgico, onde sinto muita coisa ao mesmo tempo, mas não consigo externar e não sei o que fazer com tudo o que carrego no peito nesse momento…
    Só posso dizer que estou…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Celle. Ao ler o que você escreveu, desejo que você fique bem, tendo motivos para isso, e que se sinta abraçada de alguma maneira. Às vezes o choro serve justamente para esses momentos em que não há palavras, porém os sentimentos sobejam e precisam derramar-se para algum lado. Bjos

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s