REVER – a obra de Augusto de Campos no Sesc Pompeia

Sexta-feira é dia de poesia aqui no blog, mas o post de hoje será um pouquinho diferente! Já falei em um resumo da semana sobre a exposição REVER, do poeta Augusto de Campos, e hoje vou mostrar mais fotos e poemas e tentar te convencer a dar uma passadinha no Sesc Pompeia, que é um dos meus lugares favoritos 🙂

Exposição retrospectiva que abrange os 65 anos da produção poética de Augusto de Campos. Sua obra singular ultrapassa o campo da literatura, chegando às artes visuais contemporâneas. Letras, palavras, imagens e sons ganham corpo na mostra, permitindo ao público uma imersão integral no universo “verbivocovisual” do autor. Curadoria de Daniel Rangel. (Fonte)

Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Entrada da exposição

Augusto de Campos, nascido em São Paulo, em 1931, é poeta, tradutor, ensaísta, crítico de literatura e música. Aos 20 anos, publicou o seu primeiro livro de poemas, O REI MENOS O REINO.

A sua importância para a literatura brasileira desponta em 1952, quando, juntamente com seu irmão Haroldo de Campos e Décio Pignatari, lançou a revista literária “Noigandres”, origem do Grupo Noigandres, que deu início à Poesia Concreta no Brasil.

Eu fiz ensino técnico e a literatura não era muito enfatizada no meu ensino médio, mas dois temas dos quais me lembro muito bem de ter estudado naquela época e ter adorado, assim como a maioria dos coleguinhas, foram o modernismo e a poesia concreta. Ao ver esta imagem, você provavelmente também vai voltar no tempo (ou acelerá-lo, dependendo da sua idade Rs!):

teoria poesia concreta augusto campos haroldo pignatari

A poesia concreta é repleta de imagens e muito tátil, é fácil de gostar e até de se aventurar a inverter letras, usar símbolos, fazer colagens, combinar letras e volumes. Acho super legal o fato de as palavras tomarem tanta vida!

augusto campos exposição
As letras invertidas de uma única palavra multiplicam seu significado: “rever” torna-se algo contínuo.
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
As letras justapostas de “pensa no quase amar do quasar quase humano”. Sabe o que é um “quasar”? Eu não sabia, mas são os mais distantes, mais brilhantes e mais misteriosos astros do univero. (Fonte) Então pense no tamanho de um quase amor de um quasar que é quase humano, posto que “quase” ama! Travalínguas? Quase! 😉
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Quase caí no riozinho para tirar esta foto, espero que tenha valido a pena! Rs A obra vermelha é “VIVA – VAIA” – o celebrador “viva” junto à desmoralizadora “vaia”, como faces da mesma obra. Mais adiante, a viagem da língua, ou a linguagem.
augusto campos exposição sesc rever
A vida e seus caracóis.
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
As várias faces “aparecendo” e “desaparacendo” simultaneamente e refletindo-se.
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Sorrir, Sofrer e até o Morrer como partes do VIVER
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Algumas televisões que intercalam diferentes vídeos de poemas, leituras etc.
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Você consegue ver a palavra “CÓDIGO” nesta obra? Tudo bem que eu tirei a foto do lado errado, mas com um esforcinho a gente consegue! Atrás “Amor” e “Morte” tão próximos. Nessa imagem dá para notar que há vídeos projetados nas paredes. Muito legal!
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Vários livros expostos, que podem ser lidos à mesa, e, se estiver friozinho, é fácil se aquecer com a “lareira”.
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
Colagens
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
No meio da exposição, estão o Espaço de Leitura, com revistas, livros, jornais e wi-fi…
Exposição Augusto Campos Sesc concretismo
…e o espaço de brincar, que as crianças vão adorar!

Se você não é de São Paulo, espero que tenha sentido ao menos um gostinho da exposição, e também é possível apreciar o trabalho do Augusto de Campos no site dele, que tem animações em flash e muito mais. Se você é daqui mesmo, ainda pode aproveitar os próximos trinta dias para visitar o Sesc Pompeia e a exposição gratuita, pois vale muito a pena, não mostrei nem metade do que há lá! O endereço do Sesc é Rua Clélia, 93, Pompeia e fecha apenas às segundas-feiras.

Exposição Augusto Sesc Pompeia concretismo
Hora de dizer tchau! Ótimo fim de semana para você!
Anúncios

6 comentários em “REVER – a obra de Augusto de Campos no Sesc Pompeia

  1. Olá Val,
    Meu nome é Andréa e sou assistente de arte da Revista Unesp Ciência (http://www.unespciencia.com.br/).
    Nesta edição, iremos publicar um texto sobre a exposição REVER – Augusto de Campos (https://www.sescsp.org.br/programacao/89797_REVER+AUGUSTO+CAMPOS#/content=saiba-mais)
    Desejamos diagramar a matéria com algumas fotos suas. Onde podemos conseguir esse material em alta resolução?

    Ps: Daremos os devidos créditos e assim que publicarmos te encaminho o link e uma versão impressa.

    Desde já gratos,
    Andréa Cardoso
    11 5627-0580
    acardoso@reitoria.unesp.br

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s