Minha Coleção da Folha e um poema

Quis registrar aqui minha Coleção completa da Folha – Grandes Nomes da Literatura, que foi a compra mais legal que fiz este ano.

Coleção Folha Grandes Nomes literatura

Ainda é possível comprar os livros pelo site.

Sempre quis ter uma coleção, mas, mesmo que os livros custassem apenas R$ 19,90, em média seria preciso desembolsar R$ 80,00 por mês, e em outras épocas não cogitava gastar esse dinheiro com livros mensalmente. Agora achei que valia muito a pena, pois amei a seleção de títulos, as edições e, para mim, foi como realizar um desejo antigo, agora possível.

Coleção Folha Grandes Nomes literatura

Livros que já comentei aqui no blog:

Há ainda outros 23 livros novinhos, estou bem abastecida para o blog! Aceito sugestões de próximos 😉 Vale mencionar que a Cá do blog A Bookaholic Girl também tem a coleção e já fez um projeto bem completo sobre os contos do Edgar Allan Poe no blog dela.

Como havia comentado no começo da semana, adiciono um poema incrível do Carlos Drummond de Andrade sobre o tema. Nele, uma criança pede ao pai uma coleção de livros, chamada “Biblioteca Internacional de Obras Célebres”.

Se um dia um filho meu quiser livros como o euzinho lírico do poema, vou ficar muito feliz, mas o pai reluta um pouco, por ser uma criança… É justamente na infância que mais temos tempo para ler e plantar essa semente, né?

O pai encomenda a coleção, que chega pelo trem, e a criança se encanta por todo o “universo” que cabe naqueles livros. Cai, cavalga, perde-se nesse vasto mundo, devorando cada página, a ponto de sentir-se o menino mais rico das redondezas, aprendendo muito mais do que imaginaria.

Biblioteca verde
Carlos Drummond de Andrade

– Papai, me compra a Biblioteca Internacional de Obras Célebres.
São só 24 volumes encadernados em percalina verde.
– Meu filho, é livro demais para uma criança!…
– Compra assim mesmo, pai, eu cresço logo.
– Quando crescer, eu compro. Agora não.
– Papai, me compra agora. É em percalina verde,
só 24 volumes. Compra, compra, compra!…
– Fica quieto, menino, eu vou comprar.

– Rio de Janeiro? Aqui é o Coronel.
Me mande urgente sua Biblioteca
bem acondicionada, não quero defeito.
Se vier com um arranhão, recuso. Já sabe:
Quero a devolução de meu dinheiro.
– Está bem, Coronel, ordens são ordens.

Segue a Biblioteca pelo trem-de-ferro,
fino caixote de alumínio e pinho.
Termina o ramal, o burro de carga
vai levando tamanho universo.

Chega cheirando a papel novo, mata
de pinheiros toda verde.

Sou o mais rico menino destas redondezas.
(Orgulho, não; inveja de mim mesmo)
Ninguém mais aqui possui a coleção das Obras Célebres.

Tenho de ler tudo. Antes de ler,
que bom passar a mão no som da percalina,
esse cristal de fluida transparência: verde, verde…
Amanhã começo a ler. Agora não.

Agora quero ver figuras. Todas.
Templo de Tebas, Osíris, Medusa, Apolo nu, Vênus nua…

Nossa Senhora, tem disso nos livros?!…
Depressa, as letras. Careço ler tudo.
A mãe se queixa: Não dorme este menino.
O irmão reclama: Apaga a luz, cretino!

Espermacete cai na cama, queima a perna, o sono.
Olha que eu tomo e rasgo essa Biblioteca
antes que pegue fogo na casa.

Vai dormir, menino, antes que eu perca a paciência e te dê uma sova.
Dorme, filhinho meu, tão doido, tão fraquinho.

Mas leio, leio… Em filosofias tropeço e caio,
cavalgo de novo meu verde livro,
em cavalarias me perco, medievo;
em contos, poemas me vejo viver.

Como te devoro, verde pastagem!…
Ou antes carruagem de fugir de mim
e me trazer de volta à casa
a qualquer hora num fechar de páginas?

Tudo que sei é ela que me ensina.
O que saberei, o que não saberei nunca,
está na Biblioteca em verde murmúrio
de flauta-percalina eternamente.

Obrigada pela visita!

Curta a página do blog no Facebook e siga no Instagram!

Beijos e boas leituras!

Anúncios

25 comentários sobre “Minha Coleção da Folha e um poema

  1. Val! Uauu essa coleção é muito bonita, estou apaixonada! Ainda bem que a minha tia me presenteou, pq só tinha comprado os três primeiros volumes, rs ❤ Muito obrigada por mencionar meu projeto dos contos do Poe ❤ Estou pensando em fazer um projeto de leituras para esta coleção, mas só para o ano que vem, preciso muito começar a ler. Bjos da Cah! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Cá! Adorei a coleção mesmo. Agora só falta a gente ler, né? Rs… Eu estava pensando em estipular um mínimo, por exemplo, ano que vem ler pelo menos 10 livros da coleção, mas tenho medo de ser mto… leio um pouco devagar… rs
      Bjos, Cá!!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Aii Val super te entendo, pq dependo do livro é mais demorado, tem que buscar referências e significado de algumas palavras hahaha. To pensando em ler uns 10, mas também dependo da disponibilidade da faculdade e estágio, e de coragem, claro! Haha 😉 O bom é que vamos poder compartilhar nossas experiências 😉 Bjos Val!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, Val! Também fiquei feliz ao completar essa primorosa coleção da Folha (^_^). Para que os livros não fiquem tempo demais na estante, eu criei um projeto para os anos de 2017 e 2018. Depois vou publicar a atualização do projeto no blog.
    Finalizou o post da melhor forma! Que poema lindo!
    Beijão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s