Cinco músicas para gostar de Erasmo e Roberto Carlos

roberto carlos erasmo melhores músicas

Já contei por aqui que tenho garimpado discos e, nessas buscas, entre muito pó e desilusões com álbuns do Tim Maia a mais de mil reais, não foi difícil constatar que o artista mais presente em sebos, lojas especializadas, brechós e afins é Roberto Carlos.

Ele vendeu muito mesmo, achava que seria o recordista no Brasil, mas é vice do Tonico e Tinoco (Fonte). Comecei meio reticente, mas a insistência do rosto dele a cada loja que entro já me fez comprar dois discos!

proibido fumar disco vinil roberto carlos

roberto carlos emoções disco 1981 vinil

A gente tem aquela imagem caricata do Roberto e às vezes a beleza das composições fica em segundo plano. Claro que eu sei que qualquer pessoa que vier aqui já conhece as músicas principais que indico, mas eu mesma demorei para navegar nessa profusão de emoções além do que já está no inconsciente coletivo, então achei que valeria a pena falar sobre a singeleza de cada uma destas canções que fiquei ouvindo nos últimos dias.

Algumas revelam uma poesia simples, porém tocante de forma surpreendente e muito sincera. Escolhi cinco para comentar um pouco, mas não resisti e deixei algumas outras favoritas de lambuja.

1. “Fera Ferida”, de 1982

Escolhi a versão em dueto, apresentada em 1993, ano em que Maria Bethânia lançou o álbum “As Canções que Você Fez pra Mim”, com onze músicas de Roberto e Erasmo, e que vendeu mais de 1 milhão de cópias.

A música foi escrita após a separação de Roberto e sua primeira esposa, Cleonice Rossi. É minha letra preferida do repertório deles, e tem um poder de síntese muito grande: por trás de aparente simplicidade, e repleta de ressentimentos, mostra que a ferida ainda estava bem aberta à época da composição.

É uma das músicas brasileiras que mais me emociona e não está no número 1 à toa. O álbum todo é maravilhoso, arrisco a dizer que a Maria Bethânia foi quem melhor interpretou a obra de Erasmo e Roberto, justamente porque parece que o sentimento mais profundo das músicas esconde-se geralmente em arranjos mais marcantes do que a própria melodia, porém com a voz dela, tudo é muito intenso. É como se caísse a máscara da canção, que, por fim, revela-se e escancara as cicatrizes que todos temos.

Um pouco sobre o show no blog Reverso e o álbum inteiro no youtube.

2. Detalhes, de 1971

Não adianta nem tentar me esquecer! Pá! Melhor verso.

Achei super legal que foi com o sucesso de Detalhes que Roberto vendeu 1 milhão de discos pela primeira vez. (fonte)

Não sei se é mais a vontade do eu-lírico que todos esses detalhes façam a amada lembrar-se dele ou uma declaração de que com tudo isso ele mesmo jamais se esqueceria dela.

Talvez com um pouco mais de maturidade, a gente entenda que não é maldição, é a pura verdade sobre os sentimentos e as pessoas que passam por nossa vida. Tudo vai se encaixando para transformar quem nos tornamos, mesmo os detalhes embrenham-se como grãos de areia espalhados nos cantos da nossa história.

É uma grande qualidade gerar essa identificação imediata. Você não precisa pensar muito para sentir o que a música está dizendo, mas nesse caso acho que é mais genialidade do que simplismo.

A Rolling Stone a elegeu como a oitava maior canção brasileira de todos os tempos, junto a um texto bem doce e sucinto. Veja aqui.

3. Amigo, de 1977

Enquanto procurava versões para “Amigo” em português, fiquei surpresa com a quantidade de covers em espanhol, deve ter sido um grande hit na América Latina.

Os dois fizeram a música, e Roberto compôs a letra em homenagem ao seu grande amigo Erasmo. Amo o “papará-parapapapaaaá”, ouvi umas cinquenta vezes esta semana e não é exagero.

É um tratado sobre amizade, podia ser apresentada nas escolas, pois depois do jardim é difícil saber ser um bom amigo, né? Pode soar ressentido, mas eu mesma acho que preciso aprender a ser uma amiga melhor. Dicas do rei: Ser irmão camarada, estar juntos pelos caminhos, manter as portas do coração abertas, ter uma palavra de força, fé e carinho, sorrir e abraçar, dizer verdades, e acima de tudo, reconhecer o valor de uma amizade, como na canção. 🙂

Eu e o Jô nos emocionamos.

4. Emoções,  1981

O álbum “Erasmo Carlos Convida” foi lançado em 1980 e tem um “convidado” melhor que o outro, Tim Maia, Rita Lee, Gal Costa, enfim…Aí ele conseguiu fazer um “Erasmo Carlos Convida, Volume 2”, que simplesmente conta com Chico Buarque cantando “Olha” e Milton Nascimento, “Emoções”.

Todas as versões são lindas, mas, como intérprete, não dá para deixar Milton de lado em algo assim, ainda mais na canção que é a marca registrada do Roberto, a mais regravada e a mais lembrada quando falamos nele.

Veja só se eles não têm umas verdades a dizer… viver grava no rosto a lágrima e o riso. A entrega traz tudo na mesma medida, então não dá para ter as melhores sensações sem aguentar uns trancos também. Mantra da vida: “O importante é que emoções eu vivi”.

5. Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos, 1971

Roberto visitou Caetano quando ele estava no exílio, em Londres, e, posteriormente, ele e Erasmo compuseram essa canção como homenagem.

Encontrei esse trecho super interessante no blog “Outras Histórias“:

“Confessa o compositor (no livro Verdade tropical) que chegou a chorar copiosamente ao ouvir Roberto cantar na ocasião, acompanhando-se ao violão, “As Curvas da Estrada de Santos”, canção que acabara de gravar: ‘Eu chorava tanto e tão sem vergonha que, não tendo lenço nem disposição de me afastar dali, assoei o nariz e enxuguei os olhos na barra do vestido preto de Nice.'”

Isso emocionou muito Roberto e, de maneira sutil, a música demonstra toda a vontade, mesmo dos bons moços, de que a ditadura militar findasse e os exilados pudessem retornar ao seu país.

~ ~ ~

Uma curiosidade… Enquanto procurava as músicas, acabei percebendo que algumas que atribuímos a Roberto e Erasmo são de outros compositores, eles apenas as tornaram famosas:

Amor Perfeito: Michael Sullivan, Paulo Massadas, Lincoln Olivetti e Robson Jorge
Como vai você: Antonio Marcos e Mário Marcos
Negro Gato: Getúlio Cortes
Nossa Canção: Luiz Ayrão
Falando Sério: Mauricio Duboc e Carlos Colla

~ ~ ~

Algumas versões favoritas…

  • “Como é Grande o Meu Amor por Você”, Nara Leão

Nara Leão gravou um álbum apenas com versões de Erasmo e Roberto, chamado “E que tudo mais vá pro inferno”. É bem diferente do da Bethânia, tem mais um gosto de bossa nova, enquanto o outro é sentimento puro.

  • “Se você Pensa”, Gal Costa
  • “As Curvas da Estrada de Santos”, Elis Regina

Elis era contra guitarra e tudo mais, porém acabou se rendendo. 🙂

  • “Eu Voltei (O Portão)”, Ângela Maria
  • “À Distância”, Ney Matogrosso
  • “Todos Estão Surdos”, Chico Science e Nação Zumbi
  • “Eu te amo, te amo, te amo”, Marisa Monte
  • “Por isso corro demais”, Adriana Calcanhoto
  • “Não se esqueça de mim”, Nana Caymmi

~ ~ ~

Beijos e muito obrigada pela visita!

Anúncios

19 comentários em “Cinco músicas para gostar de Erasmo e Roberto Carlos

Adicione o seu

  1. Adorei o post, Val!!!! Meu pai sempre gostou muito do Roberto Carlos.. E lá em casa tinha vitrola e muitos, muitos discos (será que eles foram guardados ou despachados? Caso tenham sido guardados, vou ver se rola alguma doação para você!). E lendo seu post, pensei: quando surgir uma oportunidade, quero levar meu pai em alguma apresentação do rei (levar não, ir junto!). Meu pai tem problema auditivo e mesmo usando aparelho é bem limitada sua audição. Mas sei que mesmo que não ouça bem as músicas e tal ao vivo, seria um presente especial para ele. Viu só, seus posts sempre me trazem alguma inspiração, ideia, desejo etc. rsrs
    Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Alê!!
      Que legal! Adorei a quase doação de discos hehehe Acabei ganhando mais discos do Roberto nesse interim, vou te dizer que completar a coleção vai ser difícil, mas estou com um estoque considerável! eheh Aceito mais doações… rs Mas acho q vcs não deviam se livrar nem da vitrola nem dos discos, essas coisas estão super caras agora! 😉 Não sabia que seu pai tinha problema auditivo, deve ser um grande desafio. Lembro de um filme mto bonito q assisti há algum tempo, “Um Adorável Professor”, sobre um professor de música que tem um filho com problema auditivo, mas ele sente a “vibração” da música, algo assim. E o professor/pai tb cria um painel de cores para que as pessoas com dificuldades auditivas pudessem “sentir” melhor o som. Mto bom o filme. Obrigada pelo apoio de sempre, Alê!!! Bjs!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Adorei o post Val, tanto das suas impressões sobre as músicas quanto dos vídeos que postou. Minha mãe tem verdadeira admiração pelo Roberto, e eu sempre achei que era música de velho, mas como você mesmo disse a poesia e o significado das músicas são belíssimos. Hoje eu ouço de outra forma e acho realmente muito bom.
    Obrigado por nos presentear com música boa.
    Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu gostei demais do seu texto e também das escolhas. As músicas do Roberto são atemporais fazendo gerações e gerações de brasileiros tornarem-se fãs.

    As letras antigas geralmente são inspiradas trazendo sentimentos que atualmente não vemos mais na maioria das músicas atuais que estão muito parecidas e pra mim fraquíssimas demais.

    Curtido por 1 pessoa

  4. As músicas de Erasmo e Roberto Carlos são Belíssimas e Atemporais mesmo,algumas são Excelentes na Voz de outros Intérpretes,Principalmente as Cantoras acima,Maria Bethânia em: Fera Ferida,Gal Costa em: Se Você Pensa,Elis Regina(a Principal Inimiga da Jovem Guarda,que depois acabou percebendo que Pagou um Mico Enorme,com a “Passeata Contra as Guitarras Elétricas.”)na Maravilhosa:As Curvas da Estrada de Santos,até a Maysa,que também não gostava do Roberto gravou:Se Você Pensa,em 1969,ao mesmo tempo que Elis e Gal. Nana Caymmi em:Não Se Esqueça de Mim.As demais,Ângela Maria,Adriana Calcanhoto,Nara Leão,Marisa Monte e Ney Matogrosso são Ótimos,mas teve duas Cantoras que também deveriam estar aqui,a primeira é a Claudya,que fez sucesso com a música:Jesus Cristo,e a Saudosa Marília Pêra,que Deu um Show,cantando:120,150,300 km Por hora,no especial:Elas Cantam Roberto,de 2009.A interpretação do Leonardo é Horrível.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: