Resumo da semana – 16/04/2017

Muito, muito mesmo para dizer dos últimos dias! Este resumo está mais para mensal, né?

Obrigada por todos os comentários no meu surto de 1 ano do blog. Estou aprendendo a lidar com muitas coisas.  Eu já tenho que enfrentar várias circunstâncias para as quais não me sinto preparada, nem com a mínima vontade de encarar, então preciso buscar mais equilíbrio no que faço por simples lazer. Inclusive, ter a capacidade de entender que determinada atividade é lazer.

Continuo o blog, pois a literatura, para mim, é fonte de prazer, crescimento pessoal e certa consciência cognitiva que sinto dificuldade em ter no meu trabalho ou em outras tarefas. Esses entraves representam barreiras que ou eu vou fazer algo delas ou elas vão fazer de mim. Eu transformo qualquer lazer em estorvo, não quero mais ser assim.

Tenho todo um critério de qualidade meu e busco basear meu caminho nisso, mas costumo cair do cavalo quando percebo que o que as outras pessoas consideram bom não bate com o meu senso, mas por que ainda é tão importante o que os demais pensam? Quando eu vou me livrar disso de verdade? Minhas ações seguem a minha consciência, mas sofro muito pensando no que os outros estão achando ou julgando. Ou se faço algo legal, mas que não tem reconhecimento, isso acaba comigo. Aí vou para um lugar recluso em que se lava muita louça e ouve-se muito Bon Jovi. If you don’t love me, LIE TO ME…

Bom, o que estou fazendo na prática quanto a isso agora é…

  • Instagram: Eu fiz do instagram algo muito chato porque eu queria mais seguidores e achava que eu tinha que seguir todo mundo de volta. Acabou que eu não conseguia interagir direito com as pessoas ali por que eu estava em um mar de centenas de pessoas, enquanto gostava apenas de algumas dezenas e, para ver os perfis que eu curtia de verdade (não só no botãozinho), eu precisava entrar em cada conta, porque eu não tinha paciência para ver os montes de livros da Kiera Cass no meu feed. Não é preconceito literário, acho super legal que as pessoas tenham verdadeira paixão por leitura, muitas delas leem em um ano o que eu demoro em uma década… rs Mas muitos livros não me interessam mesmo, aí qual é o benefício de eu ficar vendo 20 fotos que não têm nada a ver comigo, para ver apenas uma legal? Por isso, dei uma boa filtrada nos perfis que sigo. Alguns deles leem Kiera Cass, sim, mas têm pontos de vista interessantes, então mantive. 🙂 São pessoas com quem realmente quero interagir, comentando, ou apenas curtindo genuinamente os posts.
    Tenho procurado perfis com fotos inspiradoras ou que tenham gostos parecidos com os meus. Para isso, procuro pelas hashtags dos autores, e foi assim que encontrei o incrível perfil Katie is a Daisy. Fiz um post com dez composições dela com citações e pinturas da natureza, mas depois ainda encontrei outras versões lindas! Veja o post para se encantar também.
katie daisy frase citação lettering caligrafia
“Nada é mais importante do que o dia de hoje”, Goethe

Também sigo alguns perfis de viagem e decoração. Eu poderia ter um perfil pessoal e outro do blog, mas… não quero. Haha

  • Blog: Vou manter meu objetivo inicial (quer dizer, o segundo) e ler meus livrinhos e postar o comentário aqui. Claro que é legal influenciar leitores a também gostarem desses livros, mas de um jeito mais pessoal e de acordo com meu tempo. Fico muito feliz com cada pessoa que vem aqui, lê, comenta, curte, é um relacionamento especial. Não queria perder isso, apesar de a minha inconstância em postagens colaborar para que as pessoas se esqueçam de mim… Hehe Por isso, já fazendo o jabá do dia, é importante seguir o blog de alguma maneira, seja aqui no WordPress, Instagram ou pelo Facebook, porque para mim é difícil manter regularidade de dias.
    Pretendo manter os posts de livros e do Projeto Todos os Contos, da Clarice Lispector, que irei retomar. Aos domingos, gosto de fazer o resumo de tudo, como hoje. E esporadicamente faço aqueles posts de “Cinco músicas para gostar de” e “Delicadezas”, mas isso vai muito do dia, não queria me comprometer com datas, sabe?

Meu último post de livro saiu no sábado passado, sobre “Anne de Green Gables”, de L. M. Montgomery, que li em conjunto com a Lulu do blog Lulunettes. Foi uma leitura tão leve, para ficar bem guardadinha no coração. Veja o meu post! E o post da Lulu também!

anne de green gables, resenha análise
Gostei dessa foto, mas o dedão estragou… rs

Novidade do momento é que agora sou mãe de plantas. Apresento a vocês Rute e Raquel!
Rutinha é a arruda, embaixo. Ela tem um cheirinho tão bom, que entra pela casa à noite. A Raquel é a de cima, que comprei pela janelinha, devo confessar. Não sei que planta é… Não sei se ela sobreviverá muito tempo, mas planejo plantar umas pimentinhas aí, acredito que ficaria bem meigo.

planta apartamento arruda

🌻 Lendo

Estou lendo “Clube da Luta” e depois que comprei o livro acabei vendo várias resenhas dele. Hehe O começo é bem doido, mas especificamente o primeiro capítulo. É aquele tipo de livro que o autor não dá a menor pista de aonde está nos levando. Eu não assisti ao filme. Sei que parece estranho, mas cinema não está entre minhas atividades favoritas. Não sei se eu tenho algum problema cerebral, mas todos os filmes me dão muito sono. Não importa se são bons ou não. Dormi em X-Men, Irmãos Green, Star Wars (aquele dos clones), As Invenções de Hugo Cabret, MIB, Batman no CINEMA!! Sim, paguei para dormir. Em casa, então, nem se fale. Vou tentar ver o filme quando acabar de ler o livro, mas não garanto que não haja alguns “cortes” devido ao sono… rs

Como falei anteriormente, estou fazendo uma especialização em Tecnologias na Aprendizagem e estou gostando bastante. É um tema fascinante porque a tecnologia já mudou muito a forma como aprendemos e temos acesso a informações, e ainda mudará mais. Só que não adianta ter acesso aos recursos, é preciso extrair deles o máximo. Não sei o que vou fazer exatamente com essa pós, se vou dar aula algum dia, ou fazer mais pesquisas, ou só ficar sabendo… rs mas o tema me interessa muito.

caderno clube luta genda
Não se engane, esse era o caderno mais barato nos Armarinhos Fernando, eu não faço tanta questão de ser uma princesa 😉

🌻 Cozinhando

Faz tempo que não mostro umas comidinhas, né? Não tenho feito muitos doces. Para a Páscoa, fiz brigadeirão. Tentei fazer o menos doce possível, da última vez nem as crianças conseguiram comer de tão açucarado… Rs

Algumas refeições tenho conseguido fazer vegetarianas. Essa semana, fiz uma abobrinha recheada com quibebe de abóbora e gostei bastante.

IMG_20170413_123614372[1]

Não tirei 10 no quesito saúde+vegetarianismo, porque fiz uma comidinha mexicana, chili e guacamole. É uma das coisas que mais gosto de fazer e comer, já me empolguei mais, dessa vez servi na panela mesmo, nessa bacia zoada aí… hehe Essas massinhas comprei no supermercado, chamam-se “Crock Wraps”. Achei mais gostosas que Rapidez, principalmente a de batata. Comprei porque da última vez que tentei fazer ficou uma borracha.

comida mexicana fácil

🌻 Assistindo

Só um obs. amigo: se você ainda não assistiu ao filme Precisamos falar sobre Kevin, corra porque vai sair do Netflix. Ou leia minha resenha. Rs Veja, nesse não dormi, então deve ter alguma qualidade especial! 😀

Estou fazendo maratona no canal da Marubarby, que mora na Alemanha, tem dois filhos e é uma pessoa tão legal, virtualmente. Ela e o marido reformaram a casa inteira deles. Acho legal o jeito espontâneo dela de falar sobre as dificuldades em outro país, como a depressão de inverno, problemas escolares do filho. O Kaio é superdotado, mas a escola não soube lidar com ele. Ela que lhe ensinou a escrever, porque na escola era tudo tão desinteressante que ele não queria nem sentar na cadeira. São vídeos legais para se ouvir enquanto precisamos fazer coisas que não envolvam muito raciocínio.

🌻 Celebrando

Já comentei que não sei no que acredito. No entanto, as coisas têm o significado que damos a elas. Páscoa é assim para mim. Posso encarar como uma fábula, talvez, de reinício.

A Páscoa dos Hebreus é a celebração da libertação da escravidão imposta pelos faraós. Sempre vou pensar nesse dia como o momento para refletir sobre o que nos prende ao passado, o que não nos deixa prosseguir. O que é preciso fazer para voltar à vida? O que está nos segurando? Como recomeçar?

cecilia meireles renovação poema cântico

Cântico XIII
Cecília Meireles

Renova-te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo.

Não vá se perder por aí!

  1. Faz um tempinho que eu havia visto este post no blog Pitacos e Achados e me identifiquei tanto com tudo que está escrito! Veja também os “Quatro dons das pessoas altamente sensíveis“:

pessoas altamente sensíveis

2.  Adorei este post no Vai Sem Medo: “As estátuas estranhas de Praga“! Bota estranho nisso…

Foto da Isa, do Vai Sem Medo

3. Três receitas incríveis com chocolate. Bom, com certeza vai sobrar um chocolatinho aí na sua casa e você pode aproveitar para fazer estas receitas! Brigadeiro de Leite Ninho com chocolate deve ser a minha sobremesa preferida que ainda não experimentei! Chocolate com morango então não tem erro!

4. Gente, que post bem feito sobre “A Paris de Hemingway“. Desde “O Velho e o Mar“, estou em um caso de paixão platônica com ele e com certo receio de me envolver demais lendo um próximo livro, mas acho que será inevitável, ainda mais com recomendações como essa! 😉

Beijos, pessoal, ótimo domingo para vocês!

Com amor e recomeços…

Val

Anúncios

22 comentários em “Resumo da semana – 16/04/2017

  1. Nossa, Valéria, tantas coisas para comentar… Não dou conta. 😊

    Eu tenho esse super problema de transformar lazer em transtorno. Todo lazer vira transtorno, obrigação, sofrimento, estorvo. Eu te entendo muito bem. Em parte, foi por isso que acabei parando com o meu blog de vez. Eu também não quero mais ser assim, mas para isso, precisamos identificar bem qual é o problema. Eu já vinha reparando, há um tempo, que, apesar de os seus planos para o blog serem o máximo, eles são um pouco não-realistas considerando a vida que você tem. Foi tão interessante, para mim, notar isso: o seu comportamento com o blog é tão parecido com o meu! Hehehe… O seu blog é maravilhoso e super organizadinho, não estou comparando nestes termos, mas sim nos planos grandiosos de posts, séries, os projetos… Eu também me dispunha a fazer vários projetos de posts ao mesmo tempo, mas acabava não conseguindo. Aí me sentia frustrada, achava que o problema era comigo. Mas gente, o seu projeto de calendário editorial é pesado para quem não tem o blog como principal atividade profissional. Somos muito ambiciosas.

    O nome disso é perfeccionismo. Estou em um caminho de tentar me entender melhor há um tempo e, olha, algo que me ajudou muito foi compreender o que o perfeccionismo realmente é – não é nada disso que as pessoas mencionam em entrevista de emprego, não… É péssimo, é justamente o que transforma lazer em estorvo. 😉 Eu te aconselho, se é que você já não o fez, a dar uma pesquisada sobre isso.

    Quanto ao julgamento dos outros, eu também sofria com isso quando fazia o blog. Aí o conteúdo ficava algo meio sem conteúdo mesmo, e lá se foi o blog em si. Não adianta, não tem muito como fugir. Se a gente faz tudo de uma maneira que agrade a todos, a coisa se perde, fica amorfa, sem identidade. Difícil de explicar. Eu também tenho um critério de qualidade muito alto que geralmente não bate com o dos outros… o que me leva a ter um critério de qualidade irreal comigo mesma. Olha aí o perfeccionismo, novamente, transformando as coisas em um estorvo. É uma receita para a infelicidade. Nossa, estou desabafando aqui, hehe.

    Amei as plantas e amei saber que você tem feito comidinhas vegetarianas! ❤ Adoro quando você posta coisas pessoais, da sua casa etc. Sei que não é o objetivo principal do blog, mas é tão legal. Se você quiser, eu posso fazer uns guest posts com comidinhas vegetarianas que eu cozinho. 🙂

    Filmes: lembra que eu tinha falado de “Precisamos falar sobre Kevin”? O filme é demais… a Tilda Swinton é divida. Fico contente de você ter gostado. Eu acho que você vao adorar Clube da Luta também. Foi um dos filmes do meu TCC. É um daqueles clássicos cult. Muito bem editado, a fotografia é muito legal. A Helena Bohan Carter e o Edward Norton estão excelentes, como sempre. O Brad Pitt também, ele é muito bom ator.

    Nossa, já escrevi muito. Só para finalizar, este no a Páscoa está sinalizando um (re)começo para mim em Londres (com alguém que está sempre faltando, lógico…). Mas acima disso, está significando chocolate mesmo, hahaha… Eu estou me entupindo do meu chocolate preferido este ano!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ai, Camis, quanta coisa!!!
      Há sempre muito a comentar, né… Estou melhorando nessa arte de não me autoinfernizar com tudo que deveria ser legal… Rs É um processo, acho, e estamos em um caminho legal, porque pelo menos já percebemos que somos assim.
      Que legal sobre o filme, estou curiosa para ver. Estou na metade do livro e ainda estou captando o que há ali, veremos. Qual é seu chocolate favorito? Fiquei curiosa 🙂
      Camis, tente mandar um audiozinho quando puder, estamos curiosas sobre sua nova fase!! E tb muito feliz por você. Poderosa… 😉 Bjs!

      Curtir

  2. Olá, Val,

    adoro cuidar de plantinhas, embora vez por outra as minhas morram também, por isso optei, durante muito tempo, por cactos já que são bem resistentes.

    Também tenho dificuldade de manter uma frequência de posts no blog, o que é ruim para conseguir leitores fixos, mas é a vida.

    Tenho vontade de ler O Clube da Luta, gostei muito do filme.

    Beijo,

    Samantha Monteiro
    Degrau de Letras

    Curtido por 1 pessoa

    1. Samantha, tenho alguns cactus tb aqui em casa 🙂 Mas eles foram crescendo e tomando formas estranhas, não sei se é comum isso… hehe
      Eu leio um pouco devagar, então não dá p/ garantir que todo dia tal teremos uma resenha, por ex…
      Sobre o livro, estou na metade ainda tentando captá-lo… rs Bjs!! Obrigada pela visita 🙂

      Curtir

  3. Caramba que post legal! Olha que eu não sou de ler post longo, mas esse li inteirinho! Gostei sobre o que falou de transformar lazer em estorvo, acho que vc deveria fazer um post só sobre esse tema! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

  4. oi Val, você vai ver um pingback para o seu post de um ano lá do post de hoje no meu blog. No dia em que li, escrevi um comentário enorme para você no celular, mas o wordpress fez aquela gracinha de pedir senha, login, e apagou tudo que eu tinha escrito. Era para dizer que você me fez rir e pensar — e voltar! Sempre te leio. Continue escrevendo!! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  5. Oi Val, parabéns pelo teu blog, pelo um ano de blog, e que venham muitos outros e posts ainda.
    Obrigado pela visita ao meu blog, nunca havia visto, mesmo morando aqui, a água recuar numa lagoa, a natureza é linda, hoje voltou ao normal, mas este fenômeno, se pudermos chamar assim, vem acontecendo seguido.
    Post bem grandinho, minha amiga.
    Preferi responder ao teu comentário em meu blog, como acho certo, em teu blog lendo teu post.
    Não gostas do Instagram? Eu sigo mais do que sou seguido, preferia que fosse parelho, mas tem um grupo que visita e curte as fotos. Basta!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada, Mauro! Pois é, gosto de posts compridos! Rs
      Eu tenho instagram, sim. Estou tentando fazer algo que eu considere legal por lá, sem muito Segue de Volta. 😉 Bjos e obrigada!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Tiro minhas fotos no smartphone, passam pelo Phonto que é um aplicativo para deixar o nome, e compartilho na rede social Facebook e Tumblr, geralmente, e vez que outra no Twitter. Pena que tenho uma Nikon linda, mas sozinho não me animo a tirar as mesmas fotos que faço com o celular.

        Curtido por 1 pessoa

  6. Afastado, e não sei como, porque meu computador está esquisito, hoje resolvi usá-lo, precisava ver um e-mail, então postei também com fotos já deixadas no Instagram, Facebook e Twitter, repetindo o post, kkkkkkk. Minhas fotos sempre vão para o Instagram, dali para os demais programas, ah, e o Tumblr, claro.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Oi, Val. Conheci seu blog há pouco tempo e estou gostando bastante. Já assinei o feedly e hoje o instagram! 🙂 “Transformar lazer em estorvo” é a história da minha vida. Por isso larguei todos os blogs que criei e às vezes fico bodiada até com a leitura.

    Tb me identifiquei muito com “vou para um lugar recluso em que se lava muita louça e ouve-se muito Bon Jovi”. hahahaha! A minha música preferida para esses momentos é “I’m feeling like a monday but someday i’ll be saturday night!” rs.

    Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Li!!
      Tudo bem?
      Nossa, estou ouvindo a música agora. É essa vibe mesma! hehehe Tb peguei bode de tudo. Mas não pode ser, né, Li. Vamos caminhando. Eu mesma não sei o q estou fazendo, mas vamos 🙂 Por nós mesmas, talvez! Queria ver seu blog q não existe mais… Não há tantos assim legais, os “largados” fazem falta 😉 bjs e obrigada!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s