Pretérito Imperfeito, de Gustavo Araújo

Há vários meses, o Gustavo Araújo, do Entre contos, me mandou um e-mail sugerindo o envio de seu livro "Pretérito Imperfeito". Às vezes, tenho receio de aceitar materiais como esse por eu ter um gosto muito específico de leitura, certa resistência à literatura contemporânea que quer "conquistar" leitores a todo custo e também devido ao meu... Continue lendo →

Anúncios

O Menino Enrolado, de Paula Piano Simões

Há algum tempo, recomendei um post da Paula, do Fagulha de Ideias, em que ela comenta sobre como foi escrever seu livro "O Menino Enrolado". Um dos meus sonhos distantes é escrever um livro infantil e adorei saber como surgiu a ideia, pois este é um dos meus maiores problemas: pensar em algo que realmente valha... Continue lendo →

Clube da Luta

Gente, que livro doido. Essa é a sensação ao começar a ler "Clube da Luta", de Chuck Palahniuk, e também ao tentar escrever sobre ele, pois é muito difícil. Após a leitura, vi o filme pela primeira vez e parece estranho, mas concordo com o escritor quanto ao fato de o filme de David Fincher... Continue lendo →

Anne de Green Gables, de L. M. Montgomery

Este post é resultado da leitura conjunta com a Lulu do blog Lulunettes. Visitem o blog dela para ver o que ela escreveu sobre o livro também! A Lulu comentou com muita paixão sobre "Anne de Green Gables", escrito em 1908 por L. M. Montgomery, o que me despertou a vontade de lê-lo. Há pouco... Continue lendo →

Por que fazemos o que fazemos?, Mario Sergio Cortella

Vocês lembram que emendei dois livros super pesados, A Pérola, do Steinbeck, e Precisamos falar sobre o Kevin, da Lionel Shriver, então estava querendo ler alguma coisa mais light, né? Reli De repente, nas Profundezas do Bosque, do Amós Oz, mas ainda não estava preparada para encarar Sylvia Plath e afins, então, comprei em uma promoção... Continue lendo →

O dia de hoje e 3 escritoras inspiradoras

Fiquei o dia inteiro pensando no "Dia da Mulher". Não queria ser chata, mas me incomodam demais essas declarações sobre como as mulheres são fortes. Se todo mundo estivesse fazendo sua parte, talvez essa "força" não se sobressaísse tanto. Eu não quero mais ser forte. Estou trabalhando devotadamente para ninguém achar que eu sou capaz... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑