O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger

Importante: esse foi o livro que mais gostei de ler em 2017 e provavelmente não será superado: realmente amei O Apanhador no Campo de Centeio, houve muita identificação. Sabe um personagem com o qual você desejaria continuar conversando? Antes de iniciá-lo, eram pouquíssimas as referências; entre elas, o fato de o assassino do John Lennon... Continue lendo →

Anúncios

O Estrangeiro, de Albert Camus

Sempre quis ler algo do Camus, estudei um pouco sobre ele na faculdade e já contei aqui como fiquei feliz quando encontrei as versões em francês e português de "O Estrangeiro" para doação na biblioteca do meu bairro. É bem curto e a leitura rápida, pois é aquele tipo de livro que não tem muitas... Continue lendo →

O que Paulo Freire realmente diz em “Pedagogia da Autonomia”?

A educação no Brasil, principalmente a pública, suscita várias questões difíceis e complexas e, recentemente, algumas pessoas decidiram eleger como culpado para a situação, Paulo Freire, que, nunca saberemos o que pensaria sobre o título, foi declarado "Patrono da educação brasileira". Apesar de ele ser de fato um pensador muito relevante em educação, mesmo mundialmente,... Continue lendo →

Pretérito Imperfeito, de Gustavo Araújo

Há vários meses, o Gustavo Araújo, do Entre contos, me mandou um e-mail sugerindo o envio de seu livro "Pretérito Imperfeito". Às vezes, tenho receio de aceitar materiais como esse por eu ter um gosto muito específico de leitura, certa resistência à literatura contemporânea que quer "conquistar" leitores a todo custo e também devido ao meu... Continue lendo →

Clube da Luta

Gente, que livro doido. Essa é a sensação ao começar a ler "Clube da Luta", de Chuck Palahniuk, e também ao tentar escrever sobre ele, pois é muito difícil. Após a leitura, vi o filme pela primeira vez e parece estranho, mas concordo com o escritor quanto ao fato de o filme de David Fincher... Continue lendo →

Anne de Green Gables, de L. M. Montgomery

Este post é resultado da leitura conjunta com a Lulu do blog Lulunettes. Visitem o blog dela para ver o que ela escreveu sobre o livro também! A Lulu comentou com muita paixão sobre "Anne de Green Gables", escrito em 1908 por L. M. Montgomery, o que me despertou a vontade de lê-lo. Há pouco... Continue lendo →

Por que fazemos o que fazemos?, Mario Sergio Cortella

Vocês lembram que emendei dois livros super pesados, A Pérola, do Steinbeck, e Precisamos falar sobre o Kevin, da Lionel Shriver, então estava querendo ler alguma coisa mais light, né? Reli De repente, nas Profundezas do Bosque, do Amós Oz, mas ainda não estava preparada para encarar Sylvia Plath e afins, então, comprei em uma promoção... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑