Minha Coleção da Folha e um poema

Quis registrar aqui minha Coleção completa da Folha - Grandes Nomes da Literatura, que foi a compra mais legal que fiz este ano. Ainda é possível comprar os livros pelo site. Sempre quis ter uma coleção, mas, mesmo que os livros custassem apenas R$ 19,90, em média seria preciso desembolsar R$ 80,00 por mês, e... Continue lendo →

Anúncios

114 anos de Carlos Drummond de Andrade

Já quis ter muitos talentos. Tentei tocar piano, pintar aquarela e a óleo também. Ainda quero escrever um livro, mas uma arte com a qual não me meto muito é a poesia. É tão único. Acho que a pessoa tem que ser poesia para transbordar seus versos. ... mas admirar poemas é outro departamento e é... Continue lendo →

A primavera sempre vem

You can never hold back spring You can be sure that I will never Stop believing The blushing rose will climb Spring ahead or fall behind Winter dreams the same dream Every time You can never hold back spring Even though you've lost your way The world keeps dreaming of spring So close your eyes... Continue lendo →

Olá, do Pantanal!

Ei, leitores! É isso mesmo, estou postando diretamente do Pantanal matogrossense! Uma das melhores sensações que consigo sentir ocorre quando o avião pega velocidade e sobe em direção ao ar. Eu amo viajar. Quando eu tinha 18 anos, em 2003, passei quatro meses no Canadá, depois foram dez anos sem ir a lugar algum!! Senti... Continue lendo →

Pacto de amor

Pacto Juro e assino a jura: O nosso amor há-de florir À tona da mais funda sepultura Que a vida nos abrir. Miguel Torga Hoje o dia acordou cinzento e gélido, mas não triste, apenas uma manhã boa para pensar. De vez em quando, um poema é o mais bonito de todos os tempos, e... Continue lendo →

Triste

O tema é uma onda que deságua e volta para o mar continuamente. Algo que preciso tanto expressar de alguma forma, mas depois que já falei em voz alta, parece que seca novamente. Seca, mas brota de novo, todo dia, uma planta ruim. Quando criei o blog e falei sobre a pedra nº1, foi tão... Continue lendo →

O que é um sonho?

Olá, querido leitor! Vou confessar, não era este o poema de hoje, estou tentando fazer uma pequena animação para alguns versos do Miguel Torga e, como minha empreitada ainda está no rodar da manivela, procurei em meus arquivos algo que poderia deixar nossa semana mais leve, em paz, e a busca concluiu que essa paz se encontra... Continue lendo →

Amor Bastante

  Amor Bastante quando eu vi você tive uma idéia brilhante foi como se eu olhasse de dentro de um diamante e meu olho ganhasse mil faces num só instante basta um instante e você tem amor bastante Paulo Leminski Hoje estou meio sem palavras. Contrariada, sabe? Deixo aqui a voz da Kika Pereira, que... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑